Blog

Ep#11 – Já passei dos 40, agora é ladeira abaixo… Verdade ou Mito?!

Descubra o que é verdade e o que é um mito que foi criado ao redor de um dos maiores erros cometidos pela maioria da população que nos faz estar cada vez mais perdidos sobre como nos manter saudáveis mesmo com a idade chegando.

01:43 - Quanto mais cedo você começa melhor.
04:23 - Eu consegui reverter isso.
08:31 - Os músculos são o nosso banco central.
11:41 - Tudo na vida é estratégia.
15:12 - A primeira coisa que precisa ser feita é a alimentação.
17:19 - Emagreci naturalmente.

Transcrição do Áudio

[Tammy]

Buenas buenas, aqui para mais um episódio descomplicando diretamente de Traslasierra, e hoje estamos aqui para falar de algo que eu escuto bastante as pessoas dizendo:” Não, mas Tammy, já passei dos 40, agora não tem mais jeito, é só ladeira abaixo.” Será?

[Tammy]

E a verdade é que escutamos isso demais não é.

[Laura]

O tempo todo. A pergunta é: “Eu ainda tenho jeito?” Sempre você tem jeito, sempre, sempre, sempre. É melhor começar hoje do que começar amanhã. Então, não importa se você está com 35, com 50, com 80, sempre dá tempo.

[Tammy]

Ou com 20.

[Laura]

É ou com 25.

[Tammy]

Na verdade se eu tivesse começado antes, se eu tivesse pensado nisso antes, se eu tivesse conhecido você antes, a minha vida não teria sido da maneira como ela foi, não que ela tenha sido ruim, quando era jovem, eu tinha 20 e poucos anos , eu dizia que eu tinha uma saúde de ferro, parecia um touro, eu não tinha nenhum tipo de doença, nunca tive desde pequena, não tinha nenhum tipo de doença, eu podia comer qualquer coisa, qualquer coisa meu estômago era assim de ferro mesmo.

Quanto mais cedo você começa melhor (01:43)

[Laura]

Isso é o que acontece, antes dos 30 você pode comer pedra que seu corpo vai digerir e seus os hormônios que estão funcionando a todo vapor nessa idade, vão tomar conta de qualquer coisa que aconteça. O problema é quando as pessoas continuam comendo como quando tinham 20 anos, e de um dia para o outro começa a ver que o corpo começa a mudar, os quilos começam a aparecer no corpo, a mente já não está afiada como era, a energia já não é a mesma, começam a aparecer alguns sintomas que não tinham acontecido antes, e se a pessoa fala: “Mas eu sempre comi isso.” Sim, mas de novo seu corpo até esse momento era levado pelos hormônios que estavam super funcionando da forma correta, mas chega um ponto em que a situação muda, e você tem que saber o que fazer para apoiar essa nova situação. E quanto você mais cedo você começa melhor, se alguém que está nos 20 está ouvindo isso, continua ouvindo porque você vai ter uma melhor qualidade de vida depois dos 40, 45, se fizer as coisas melhor, se não comer pedra antes dessa idade.

[Tammy]

Na verdade eu senti isso na pele porque eu não eu não tinha essa noção, justamente porque eu não sentia nada disso, eu não sentia nenhum sintoma, eu tinha 30Kg a mais, mas eu não associava diretamente, eu só devia estar comendo alguma coisa errada ou não, era minha estrutura, eu era assim.

[Laura]

Comendo muito.

[Tammy]

É comendo muito. A questão não é o muito, é o que eu estava comendo, como eu estava comendo, quando eu estava comendo. Mas a questão mais forte para mim foi que eu era de ferro, não tinha nenhum problema, nunca tive nenhum problema, fora os quilos a mais.

E depois dos 35, foi exatamente aos 35 para mim, eu comecei a sentir que eu precisava ter mais energia, precisava de mais energia do que eu estava tendo na verdade, eu começava o dia sem energia, e isso foi um sinal que não vi, eu não entendi dessa maneira, eu simplesmente achei que era assim porque eu estava me aproximando dos 40, mas ficou por isso mesmo.

Eu consegui reverter isso (04:23)

Graças a Deus eu conheci a Laura, e eu vi tudo isso a tempo, aprendi muitas coisas a tempo e consegui reverter isso, agora a verdade verdadeira é que realmente quando passamos dos 40, isso que todo mundo fala, vamos falar disso que todo mundo fala: “Passei dos 40, agora não tem mais jeito. Entrei nos “enta”, agora 40, 50, 60, 70, 80 e não sai mais, 90, sai sim, quando chegar os 100 sai, é que as pessoas não acreditam que elas podem chegar aos cem, mas é possível, é possível chegar aos 100 com qualidade, e é para isso que trabalhamos todos os dias, agora é verdade que quando passamos dos 35, 40 o nosso corpo muda, nós dizemos aqui sempre que a vida é como se fosse uma montanha, quando nasce você está no pé da montanha, e você aprende a andar, a engatinhar e começa a subir a montanha, e chega em um ponto que você está cheio de energia e corre ladeira acima, e quando você chega no topo dessa montanha, é quando você tem aproximadamente 35 anos, e aí você chegou no topo da montanha e você tem que descer, agora tem que descer a montanha não tem jeito, você está lá em cima, você não consegue subir mais, você tem que descer a montanha porque faz parte da vida descer essa montanha, agora não é verdade, é ladeira abaixo, mas não é verdade que precisamos descer essa ladeira rolando, precisa descer ladeira se esfolando toda, tropeçando, torcendo o pé, doendo, com dor no joelho, não é verdade.

[Laura]

Pode descer quando estressa.

[Tammy]

Agora para que possamos descer com destreza e habilidade, precisamos primeiro entender, que sim é verdade, depois que passamos dos 35, 40 o nosso corpo muda, ele começa a mudar, se não estamos, tudo na natureza ou está crescendo ou está morrendo, ou estamos em processo de subida ou estamos em processo de descida, e depois que passamos dos 35, 40, estamos em processo de decida, só que esse processo não precisa de ser doloroso, esse processo ele pode ser bastante saudável, vital, cheio de energia se soubermos como apoiar esse processo.

[Laura]

Exatamente. É o que eu falei antes, as pessoas, e eu estou falando as pessoas mas eu passei por isso também, quando o contexto muda, você precisa adaptar o seu estilo de vida a esse contexto, e hoje quase ninguém fala disso, sempre foi generalizado as dietas, os tipos de alimentação, sempre foram muito generalizados porém não podemos generalizar, porque depois dessa idade que a Tammy falou, existem fatos que acontecem fisiológicos no corpo que precisamos adaptar, não só o nosso estilo de vida mas especialmente a nossa alimentação a esse contexto.

Depois dos 35, na verdade mais depois os 40, e começa a se sentir mais claramente lá pelos 40, 45, já não temos a mesma a mesma capacidade metabólica, não temos a mesma, o corpo já não tem a mesma capacidade de metabolizar os carboidratos, nos tornarmos mais resistentes à insulina, começamos a perder massa muscular, começamos a perder força, e se não apoiamos esse processo, se a não fazemos o possível para parar esse processo de degeneração, ou não parar mas fazer com que aconteça mais devagar e mais lentamente, estamos realmente nos colocando em uma situação de descer a ladeira rolando.

Os músculos são o nosso banco central (08:31)

Então é fundamental que você entenda qual é a sua necessidade fisiológica a partir dessa idade e entenda como deve ser esta composição da sua alimentação, do seu prato, para que não entre nesse processo sarcopenia que é a perda de massa muscular, que eu falo que os músculos são o nosso banco central porque lá na frente quando você estiver envelhecendo você vai precisar desse, é a nossa reserva de dinheiro, todas as funcionalidades do corpo precisam desses aminoácidos, desses músculos, desse órgão da longevidade que precisa estar funcionando com tudo porque é o que faz com que sejamos saudáveis, quanto menos massa muscular você tem mais chance você vai ter de ter doenças ou de passar mais tempo sofrendo nessa descida.

[Tammy]

Eu gostei muito dessa analogia que você fez, de ter de ter uma poupança, fala-se muito em aposentadoria, que quando você está nos seus anos produtivos você precisa guardar para sua aposentadoria, porque afinal de contas você vai chegar o momento da sua vida em que você não vai estar mais tão produtivo, que você não vai estar com o mesmo gás e o mesmo pique que você tinha quando você tinha seus 30, 20 e poucos 30 e poucos anos, e é verdade não só para o gás, mas é verdade que o nosso corpo, precisamos ter uma aposentadoria, ou seja precisamos fazer um banco de reserva, precisamos fazer uma economia, guardar fisicamente tudo aquilo que vamos precisar utilizar mais para frente um pouco, nos nossos anos dourados.

[Laura]

Isso que eu falei que nos tornamos mais resistente à insulina, e que tem menos capacidade de metabolizar a glicose, quem é no corpo que utiliza a glicose e os ácidos graxos são os músculos, quanto mais músculo você tem melhor saúde metabólica você vai ter, seu metabolismo vai estar funcionando mais nos níveis ótimos, e não desacelerando, que já desacelere é um processo natural, mas aí você precisa fazer essas mudanças para que esse desacelere não seja acelerado, e você não envelheça e fique sem funcionalidade tão cedo na sua vida, então é fundamental olhar para isso e ter a consciência de que precisamos continuar com essa poupança, para você ter uma ideia a partir dos 35 perdemos 225 gramas de músculo por ano.

[Tammy]

Quase um grama por dia.

Tudo na vida é estratégia (11:41)

[Laura]

É. Então isso não podemos ignorar precisamos olhar para isso, eu vejo pessoas e fico com o coração apertado porque eu fui uma dessas, uma magra obesa, porque quando você olha para a composição corporal, tem muito magro que tem muito mais massa de gordura no corpo do que massa muscular, e eu estava entrando nesse caminho por seguir aquela alimentação saudável que todo mundo acha que é saudável, e falei: “Não, espera aí preciso ter uma intervenção.” Porque tudo na vida é estratégia gente, tudo, do jeito que você come é estratégico, do jeito que você dorme é estratégico, como você se mexe tem que ser estratégico, para ter os resultados que queremos ter.

[Tammy]

Eu adorei que você tocou nesse ponto porque era exatamente o que eu ia trazer agora. O que é que podemos fazer para mudar isso. Vamos falar um pouco sobre a Tríade do corpo físico, o que pode ser feito para que não desçamos a ladeira rolando para que mantenhamos essa estrutura, e a base disso é alimentação porque a alimentação vai influenciar todo o resto, mas se eu tenho uma boa alimentação mas eu não me mexo, eu não crio essa massa muscular, eu não tenho uma rotina estratégica para criar mais músculo só alimentação não vai fazer, mas ela é a base para que isso aconteça, e a mesma coisa com sono se eu não durmo, eu não deixo o meu corpo se regenerar.

[Laura]

Ainda mais categórica.

[Tammy]

Mas se eu não tiver alimentação que ajuda o meu sono, isso muita gente diz, conforme eu vou ficando mais velho, eu vou dormindo menos, e isso faz parte desse processo, agora se você tem uma alimentação que ajuda e te dá suporte, aí você tem um sono mais reparador, então é tudo é uma Tríade que se apoia entre si, com a base sendo a alimentação.

[Laura]

Sim. E o que eu mais vejo são pessoas, especialmente mulheres entrando nessa idade, e começando ver essas mudanças no corpo, e falam: “Estou comendo mais saudável, eu virei vegetariana, eu virei vegana.” E essa é a pior estratégia que você pode adotar, se você já passou dos 35, pior de todas, justamente porque é uma alimentação alta em carboidratos que seu corpo já não metaboliza da mesma maneira, então não faça isso, entenda o seu o corpo e não faça isso.

Em relação ao movimento, Tammy que você está falando, assim para manter essa massa muscular, duas coisas precisam ser feitas, comer proteínas suficientes, e fazer treino de força, são duas coisas que precisam ser feitas, coloca no corpo um peso, uma resistência que seja o suficientemente grande, e vai depender de cada pessoa para que seus músculos tenham um esforço grande para poder crescer, ninguém cresce sem estresse bom, que se chama, nesse caso hormesis.

A primeira coisa que precisa ser feita é a alimentação (15:12)

Então essas duas coisas precisam estar presentes, e muitas mulheres têm o medo de que eu vou levantar peso, eu vou ter músculo, é coisa mais difícil que existe é que a massa muscular cresça muito mais depois dessa idade, nessa idade o que você vai estar fazendo é mantendo o que você tem, então, não tem que se preocupar com: “ah vou ficar masculina porque eu estou levando peso.” Porém a primeira coisa que precisa ser feita é a alimentação, porque outra coisa que eu mais vejo as pessoas entrando, primeiro no exercício mas não tem a energia, o corpo não tem poupança para tolerar esse estresse que acontece no corpo com exercício, que é um estresse bom se o seu corpo está com uma base sólida, se o corpo não tem uma base solida, você vai estressar o corpo ainda mais e vai ficar exausta, no sofá, adiando o exercício e falando que o exercício não é para você e que você é preguiçosa, não, acontece que seu corpo precisa de gás, seu corpo precisa do combustível certo para poder funcionar primeiro de forma certa e depois pensar em ter esse gasto, e esse estresse, que é bom mas quando o corpo está em condições, eu não estou falando que você não tem que fazer exercícios, eu sou a primeira em promover o exercício e o movimento, mas precisa fazer as duas coisas ao tempo, ou um tempo antes começar pelo menos a base da alimentação.

[Tammy]

É interessante isso que você falou porque muita gente me pergunta: “Quando você emagreceu, Tammy, os 30Kg que você emagreceu, o que você fez de exercício?” Não fiz, quando eu comecei, no início desse processo, eu nutri meu corpo, meu corpo estava, apesar de acima do peso, desnutrido coisa que muita gente não associa.

[Laura]

Obesos nutrido e magros obesos.

Emagreci naturalmente (17:19)

[Tammy]

Exatamente. Você não associa isso, o meu corpo estava desnutrido, quando eu comecei a dar para o meu corpo a nutrição que ele precisava, naquele momento que ele precisava, considerando o contexto e entendendo qual era o equilíbrio que eu necessitava naquele momento da minha vida que eu estava passando, de estresse ou enfim de coisas que estavam acontecendo na minha vida, eu consegui encontrar esse equilíbrio e dar os nutrientes necessário, e o meu corpo falou: “agora sim vou começar a trabalhar direito.”

E ele começou a trabalhar direito, emagreci naturalmente, e eu tive a energia para começar a me mexer, o meu corpo começou a pedir, nós vemos isso acontecer com várias alunas do nosso método Ali-Mente, da nossa mentoria que acontece justamente isso, elas não começam a fazer exercício, aliás o programa não tem isso, não é o programa, não é a proposta do programa você se exercitar, é simplesmente você mexer na base, mexer na alimentação.

[Laura]

É uma consequência de um corpo energizado.

[Tammy]

Exatamente. Uma vez que você fez esse reset do corpo, e o corpo começou a se sentir pleno, a se sentir vital , a ter essa energia, ele começa a te pedir, e é natural você começar a se mexer mais, você querer fazer exercício e aí vira parte de você dormir melhor, e aí vira parte dessa Tríade, o sistema funciona da maneira como ele tem que funcionar.

Então a minha pergunta para você é: ” Você já passou dos 35? ” Vou até puxar um pouquinho mais para trás: “Você já passou dos 30?” Se você já passou dos 30, o que você vai fazer então agora que você escutou tudo isso que tivemos para falar aqui, você está no finalzinho da ladeira, no finalzinho da montanha, está chegando no topo, ou já está no topo, ou já começou a descer, o que você vai fazer considerando tudo isso que você aprendeu nesse podcast na sua vida, o que você vai começar a implementar na sua vida para que você não tenha que chegar a esse ponto de descer essa ladeira rolando. Você pode sim tomar as rédeas da sua vida.

Curtiu? Deixe seus comentários e compartilhe esse podcast para nos ajudar a descomplicar a saúde e felicidade de todas as mulheres como eu e você!

Quer ter MAIS ENERGIA?

Cadastre-se e receba nossas DICAS, DESAFIOS e OPORTUNIDADES para melhorar a performance
e estar em forma para o sucesso.

Curtiu? Então, compartilha! 👇

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Deixe um comentário