Blog

Ep#2 – Como Eliminei 30Kg e Nunca Mais Voltei a Engordar

Nesse episódio Laura compartilha um pouco da sua história e diz o que acredita sobre o que está acontecendo no mundo com a pandemia do coronavírus.

 00:44 - A história de Tammy quando criança 
 03:33 - Às dificuldades passadas por Tammy na fase adulta 
 05:47 - A ajuda da Laura ao entrar na vida da Tammy 
 11:07 - Como nosso corpo deve trabalhar

Transcrição do Áudio

Buenas buenas! Hoje estou aqui do lado de fora tomando um solzinho olhando para

montanha, e aí aproveitando para gravar mais um episódio do podcast montanha, e aí aproveitando para gravar mais um episódio do podcast finalmente emagreci os 30 kg a mais que eu tinha e nunca mais voltar engordar.

A história de Tammy quando criança (00:44) 

[ Tammy ]

Talvez você conhece a minha história talvez não, mas eu já tive 30kg a mais do que eu tenho hoje, obviamente nem sempre tive os 30kg a mais, mas eu sempre fui gordinha desde que eu nasci, eu era bebê ”johnson” aquele cheio de dobrinha sabe? Tinha dobrinha em tudo que era lugar, bochechas enorme que obviamente todo mundo adorava apertar isso com o tempo acaba virando um trauma na vida da criança.

É eu sempre tive alguns quilos a mais teve uma fase aquela faz quando você está espichando sabe? Que não necessariamente eu tinha tantos quilos a mais assim mas de qualquer maneira eu era maior que todo mundo da minha sala, na escola, então sempre fui diferente e por um motivo ou por outro sempre fui fora do padrão e aí tudo que eu queria ela não tá fora do padrão né era tem um corpo normal, não ser, não tem aquelas dobras extras, não ter aquela gordurinha que pula para fora quando você coloca uma roupa aqui talvez seja um pouco mais pula para fora quando você coloca uma roupa que talvez seja um pouco mais justa, não gostava de ganhar a roupa também obviamente todo

mundo da família sempre me dava a roupa mas odiava ganhar roupa porque eu tinha

que experimentar colocar algo aqui não era que eu gostava, que me apertava então isso

sempre foi uma grande tortura.

Mas no fundo, no fundo o que eu queria mesmo era

era tá dentro do padrão é que eu acreditava que era se aceita né eu acreditava que porque eu era diferente que eu tava fora do padrão ou era maior ou era mais gordinha eu não, eu não era parte do todo, e aí eu me fechava, me fechei em mim, era muito tímida quando criança, eu era uma criança muito tímida. 

E quando eu me dei conta de que eu eu era gorda! Vai vamos falar com todas as palavras, eu era gorda, então o que que eu tenho que fazer a tinta emagrecer e para emagrecer quer que eu tinha que fazer? Dieta! 

Aí eu comecei a fazer dieta né adolescência mais ou menos que aconteceu isso e eu fiz tudo que você pode imaginar de dieta eu fiz! Todas as dietas possíveis e imaginárias aí, das mais antigas, de todos os tipos, até remédio tarja preta eu tomei para emagrecer que me dava taquicardia e eu achava que tudo bem nessa época não sabia nada melhor do que isso achava que era parte efeito colateral e assim que tinha que ser eu nunca nada mudou.

Às dificuldades passadas por Tammy na fase adulta (03:33)

Teve uma época que eu fui estudar programação neurolinguística para entender como minha cabeça funcionava, e foi o que melhor funcionou.

Eu mexi na minha cabeça, eu fiz muitos exercícios de pnl e consegui mudar a Eu mexi na minha cabeça, eu fiz muitos exercícios de pnl e consegui mudar a consegui emagrecer e manter durante mais tempo em toda a minha fase gordinha essa foi a melhor época digamos assim né que já foi mais eu já tinha 30 anos, não, um pouquinho menos de 30 na verdade 28/29 por aí que foi quando eu fui estudar programação neurolinguística, só que às coisas da vida né!

A vida acontece e coisas mudam e aí ”destrambelhada”  tudo de meu porto seguro digamos assim né, a minha casa os meus amigos e me mudei para um país completamente diferente, com um clima diferente, com uma língua diferente.

Eu não fui absolutamente sozinha, foi com um grupo de amigos e isso é uma história para um outro

episódio mas é, de qualquer maneira você sai bastante da sua zona de conforto

quando você faz é desse tamanho e obviamente junto com isso vem questões emocionais e essas questões emocionais além de ”que que eu vou fazer da minha vida?” abalam bastante né e aí você você escorrega então essa forma grande recaída que eu tive, voltei

a engordar.

Nessa época eu tinha mexido aí nesse pilar, no pilar da mente no pilar é, num pilar que foi fundamental e importante para mim, mas eu não tinha aprendido muitas outras coisas sobre o pilar fundamental quando a gente está falando de do nosso corpo o que é o

pilar do próprio corpo né na saúde física e aí foi quando eu conheci a Laura.

A ajuda da Laura ao entrar na vida da Tammy (05:47) 

A Laura nutricionista holística estudou nutrição holística no canadá e tem uma visão muito diferente da visão normal da nutrição ou da medicina, do que se conhece por aí e ela e quando eu conheci a Laura eu tava numa pegada forte de trabalho, tinha dois empregos, dormia 4 horas por noite ia de um lado para outro em uma louca não tinha tempo para nada, uma vida bem corrida, bem agitada aí ”roda de rato” mesmo e eu precisava ter a energia!

Já o peso não era o mais importante para mim nesse momento precisava ter energia para manter aí essa essa rotina né! Me manter para essa rotina, o meu primeiro emprego

era um é um trabalho numa escola de inglês onde eu trabalhava no computador na frente do computador o dia todo sentada na numa mesa e eu dormia batia a

cabeça no teclado aí então precisava de mais energia nessa época a única único

recurso que eu conhecia para ter um pouco mais de energia era tomar energético red bull!

Não podia nem ser qualquer um, tinha que ser red bull no café da manhã para aguentar o tranco logo na minha primeira etapa do dia. E quando a gente se conheceu e eu falei para ela isso,  ela me chamou de louca falou ”menina isso vai te matar! Você tá doida” existem

outras maneiras de fazer isso!

Existe uma maneira mais saudável de você ter mais energia eu falei ”para mim funciona não, só funciona esse negócio” aqui ela

falou se ”você acha isso então tá bom né” e eu ”não vai me conta aí quero saber” o que ela mexeu no meu ponto ali pegou no ponto certo né, desafiou quase, falou ”você não vai funcionar para você você acha que não funciona para você então tá bom” aí eu fiquei curiosa quis saber.

Enfim, papo vai papo vem, ela não me convenceu não mas ela me deu

argumentos para eu entender que provavelmente existe uma outra maneira melhor do que a que eu tava usando e que eu não conhecia essa maneira ainda.

 Então eu fiquei curiosa queria conhecer e aí como eu tava numa fase, eu trabalhava no, meu segundo emprego eram festivais de cinema e vinha aí um festival meu segundo emprego eram festivais

de cinema e vinha aí um festival a gente morava em Toronto e era o momento perfeito para eu testar esse negócio dela e ver se funcionava mesmo eu falei ”então vamos fazer o seguinte” o  iff está vindo aí que era esse festival né, tá vindo por, e é o mais puxado de

todos! 

Onde eu durmo menos, onde a correria é muito maior e eu vou precisar de muita energia! Então vamos fazer o seguinte durante os dez dias do festival eu sou sua cobaia! Vai, eu vou fazer tudo que você mandar fazer vamos ver se esse negócio funciona esse negócio de ter mais energia sem precisar tomar red bull. Então me diz o que eu tenho que

fazer eu faço e aí a gente vê!

E eu fiz! Fiz tudo que ela mandou eu fazer tudo que ela me descrever, o que não foram coisas super complicadas mas que eu não acreditava que eu podia fazer! Que eu ia ter tempo pra fazer. E basicamente me alimentar melhor que ter tempo para me alimentar melhor! Basicamente cuidar um pouco mais de mim

da parte da alimentação. 

E eu fiz o que ela falou e isso foi uma mudança muito

grande! Tipo para resumir a história no final dos 10 dias eu tinha muito mais

energia do que eu nunca tinha tido, trabalhando em dois empregos no festival

mais agitado! Eu me sentia bem, eu chegava no final do dia e olha aqui

nessa época eu andava de bicicleta para cima e para baixo, então eu pegava a bicicleta

no final do dia depois de dois empregos pedalava para casa, chegava em casa e não

tava morta, obviamente estava cansada, dormia pouco então ia direto para cama

mas, eu acordava com mais disposição, eu tinha mais energia mesmo para aguentar

tudo aquilo que tava que tava vindo.

É e aí depois disso, na verdade isso foi isso foi só o pontapé inicial né! Foi só o começo da minha jornada aí de e o meu corpo, não só com a minha mente mas com meu corpo também de na verdade de entender o que que é que o meu corpo precisava.

Porque o que eu descobri foi que no fundo no fundo o que eu achava que era saudável, que eu conhecia como saudável não era exatamente assim, não

era exatamente o que eu pensava né! 

Eu descobri isso uma vez que eu fui sair

para almoçar com a laura e foi difícil encontrar um restaurante! Porque todos os

restaurantes que eu sugeri ela falou ”não esse não” é para mim é um restaurante

assim que eu sabia que ela era super saudável né então eu tinha sugerido um

restaurante razoavelmente saudável, mas não era saudável dentro do que ela na

visão dela!

Dentro da minha visão era. Eu não era a pessoa mais saudável do mundo

mais eu tinha uma ideia do que é saudável, todo mundo tem né! Aquele senso comum aí

e hoje infelizmente é comum já não é mais suficiente né a gente precisa ter mais

informação do que isso! E foi isso que eu aprendi durante a minha jornada! Foi isso

que eu fui entendendo o que que é realmente saudável o que que é aqui o

meu corpo realmente precisa o que é que vai fazer com que o meu corpo realmente

passa a trabalhar da maneira como ele foi criado para trabalhar! 

Como nosso corpo deve trabalhar (11:07) 

Nosso corpo é

o nosso veículo nesse mundo! Nosso é corpo é aquilo que faz com que a gente possa criar a vida que a gente deseja! Então a gente precisa cuidar dele é como uma máquina perfeita que ele é, quando a gente não cuida dele com a máquina uma máquina perfeita que ele é,

ele começa a dar defeito e era isso que estava acontecendo né, eu eu não tinha

nenhum problema assim de saúde é diagnosticado mas se eu não tinha energia, a energia que eu deveria ter aos 35 anos não eu não tinha nem chegado aos 40 ainda e eu tava como se diz aqui na argentina ”para trás” não tava na, não tinha performance que eu deveria ter né! Hoje é os 45 eu tenho muito mais energia do que eu tinha uns 25 quando eu pesava 30 quilos a mais que eu tenho hoje.

E aí durante a sua jornada eu fui aos poucos emagrecendo e isso foi assim uma consequência! Não estávamos  buscando um emagrecimento eu já tinha desistido eu já tinha eu acreditava que nesse ponto já acreditava que não tinha

jeito, não que eu era assim mesmo que era gordinha, é que era minha estrutura óssea,

que eu sou grande e realmente uma estrutura óssea é grande! Mas os quilos a mais não tem nada a ver com isso! 

Os quilos mais tem a ver com o corpo não tá funcionando na maneira como ele deveria ser! O corpo não tá funcionando na sua melhor performance! E a gente pode ajudar ele a

trabalhar na sua melhor performance. 

Então eu não só emagreci os 30kg, isso foi só a pontinha né! Isso foi só uma consequência, no fundo no fundo eu ganhei saúde! Eu tenho uma saúde que antes eu acreditava que eu tinha uma saúde de ferro só porque eu não

tinha doença, mas isso não quer dizer que realmente você tem uma saúde de ferro né.

Hoje eu sei porque o meu corpo, eu cheguei um peso ideal, ele trabalha é do jeito que ele foi feito para trabalhar né, eu eu tenho mais energia, eu tenho energia para fazer tudo aquilo que eu quero fazer né! Para conquistar tudo aquilo que eu sempre quis conquistar, para transformar os meus sonhos em realidade.

 E tudo isso por quê? Porque eu aprendi que eu preciso cuidar de mim, eu preciso cuidar do meu corpo, eu preciso cuidar da minha mente,

eu preciso tomar as rédeas da minha vida, da minha saúde é para que eu possa eu preciso tomar as rédeas da minha vida, da minha saúde é para que eu possa criar a vida realmente que eu desejo!

Que foi isso que a gente fez né criar a vida que você deseja, manifestar os seus sonhos é parte de você cuidar de você de você dedicar tempo do seu dia, da

sua semana no seu mês, tempo de ir para você! Tempo para você poder criar a

pessoa que você foi feita para ser! 

Quando a gente se descuida, quando a gente deixa de lado a gente acaba virando é muito menos do que aquilo que a gente, daquele potencial que a gente tem que ser então eu queria deixar uma pergunta para você.

Quanto mais você pode fazer para por você? É o quanto mais você pode cuidar de você? É o quanto mais você você consegue aí um tempinho, não precisa ser muito, um tempinho na sua agenda para ter um cuidado especial com você, com seu corpo, com a sua mente, crescer sempre! 

Porque assim que a gente evolui nesse mundo! conta para mim, quero saber como é que você pode fazer hoje para crescer um pouquinho mais?

Quer ter MAIS ENERGIA?

Cadastre-se e receba nossas DICAS, DESAFIOS e OPORTUNIDADES para melhorar a performance
e estar em forma para o sucesso.

Curtiu? Então, compartilha! 👇

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Deixe um comentário