Blog

Como fazer chucrute + 5 benefícios

Os alimentos fermentados possuem inúmeros benefícios. O chucrute, em especial, é um alimento muito utilizado na Europa Central e que vem se propagando no mundo ocidental há vários anos.

A fermentação é uma técnica de conservação que consiste em alterar a química dos alimentos. Essa fermentação produz os famosos pro-bióticos que são muito conhecidos por:

1. melhorar o sistema imunológico;
2. melhorar a digestão e absorção de alimentos;
3. melhorar as funções cognitivas;
4. melhorar o funcionamento dos nossos hormónios;
5. deixar sua pele mais bonita.

Basicamente, nossa saúde física e mental dependem diretamente desses “bichinhos” ou pro-bióticos. Mas, infelizmente, a maioria da população carece dessas bactérias boas tão necessárias por consumir alimentos industrializados, processados e pelo uso abusivo de antibióticos.

O consumo de alimentos fermentados como o chucrute, ajudam a re-popularizar nossa flora intestinal com microorganismos benéficos (probióticos), dessa maneira incrementando nossa energia, nossa saúde física e mental.

O chucrute é uma boa fonte de vitamina C e K, cálcio, potássio, fósforo e antioxidantes que poderiam ajudar a combater o cancer.

No vídeo de hoje, um episódio um pouco diferente da PuraEco TV, a Laura prepara o famoso chucrute (receita no final dessa publicação). Esse é um dos vídeos da série de fermentados, que faz parte do que chamamos de “Bagunça na cozinha da Laura”.

E aí? Gostou do vídeo? Então deixe seu comentário e nos conte, que outra “bagunça” você gostaria de ver na cozinha?

Super beijo,
Laura&Tammy
#maisfelizesaudavel

aí vai a receita do chucrute…

Ingredientes

    – 1 repolho
    – 1 col. de sopa de sal marinho integral

Modo de preparo

Separe algumas folhas inteiras do repolho (3 ou 4). Depois corte o restante do repolho bem fininho, utilizando uma faca bem afiada ou mandolin.

Coloque o repolho num recipiente grande, adicione o sal e massageie por aproximadamente 10 minutos ou até ele começar a soltar água e mudar sua coloração. O recipiente deve ser grande o suficiente para que você possa fazer uma “boa massagem” sem fazer bagunça demais.

Transfira o repolho massageado para um frasco de boca larga e aperte-o contra o fundo até que o líquido suba para a superfície, retirando todo o ar existente entre os pedaços de repolho (você irá começar a ver borbulhas na superfície da água). O repolho deve ficar completamente coberto pelo líquido. Depois disso, utilize as folhas de repolho inteiras que separou no início para criar uma espécie de “tampa”, colocando-as sobre o repolho e pressionando bem contra o fundo.

Pegue um frasco de menor tamanho (que caiba dentro do frasco maior), esterilizado e cheio de água para aumentar seu peso, e coloque-o sobre o repolho para manter a constante pressão contra o fundo.

Utilize um voal para cobrir ambos frascos de maneira que nada externo (a não ser o ar) possa entrar no repolho. Deixe em um lugar escuro e morno (não quente) de 1 a 4 semanas, dependendo a temperatura do ambiente.

Para saber se o chucrute está pronto não existe uma fórmula, depende muito do gosto de cada um. Quanto mais tempo ele ficar fermentando, mais avinagrado ele ficará. Observe sua cor e cheiro. Depois de uma semana, você pode provar para saber já está no ponto que você gosta.

Quando estiver no ponto certo para você, retire o voal, tampe o frasco e coloque na geladeira. Pela nossa experiência, uma vez refrigerado, o chucrute pode durar até 2 meses na geladeira.

Quer ter MAIS ENERGIA?

Cadastre-se e receba nossas DICAS, DESAFIOS e OPORTUNIDADES para melhorar a performance
e estar em forma para o sucesso.

Curtiu? Então, compartilha! 👇

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email