Blog

5 Alimentos Supostamente “Saudáveis”

Você sente que já fez de tudo, mas não tem resultados e que seu peso e sua saúde não estão ótimos?

Posso colocar minhas mãos no fogo para dizer que muitos desses alimentos “saudáveis” sobre os quais falarei no vídeo de hoje estão presentes na sua vida e prejudicando a sua saúde.

Talvez, mais de um deles! Talvez você ache que não consome esses alimentos, mas eu te garanto que se na sua alimentação há algum tipo de produto alimentício, com certeza eles fazem parte da sua vida.

Se você conhece alguém que precisa aprender a fazer suas resoluções e cumprir, compartilhe esse vídeo. Junte-se a nós nesse movimento para criar um mundo Mais Feliz e Saudável. 😉

Transcrição do Vídeo

[Laura]

Aposto que alguns desses alimentos que eu vou falar hoje estão na sua alimentação! Como eu sei disso?

Porque se você está aqui assistindo esse vídeo, ou sua saúde ou seu peso não estão como você gostaria. Ou estou errada?

Meu nome é Laura Luis e aqui na PuraEco te ajudamos a ter a energia e vitalidade que você sempre sonhou, todos os dias. E este ano eu vou além!

Minha missão é acabar com a normalização da obesidade e das doenças crônicas!

Se você está comigo nessa missão, se inscreve no canal, ligue as notificações para receber um aviso sempre que publicamos algo novo e segue a gente também no Instagram @puraeco

Hoje eu quero ir direto ao ponto. Você quer ter um corpo em forma verdade? Quer uma saúde extraordinária? Então é hora de levar sua saúde e seu corpo a sério.

Você sabe que eu defendo uma alimentação Power, uma alimentação que nutre não só o corpo, mas também sua mente e que, ao mesmo tempo, seja, claro, deliciosa e descomplicada.

Então esses alimentos supostamente “saudáveis” precisam sumir da sua vida o quanto antes! Por quê?

Porque além de não estarem te nutrindo, estão causando inflamação no seu corpo. Simples assim. Número um, as farinhas integrais. O que são as farinhas integrais e quem disse que por serem integrais elas são mais saudáveis?

Ou você acha que os orientais, que consomem arroz branco, por exemplo, há milhares de anos, são burros?

Mas Laura os alimentos integrais não têm mais fibras? Sim! Mas qual é o preço que seu corpo paga por receber mais fibras? Você sabe?!

Presta atenção que eu vou te contar isso agora. Primeiro que o alto consumo de fibras dos grãos dificulta a absorção de micronutrientes essenciais, como vitaminas e minerais, que são fundamentais para um ótimo funcionamento do seu corpo.

E segundo que as fibras desses grãos integrais têm uma alta concentração de Lectinas e Ácido Fítico, por exemplo, que são compostos que atacam as membranas intestinais.

Assim como os animais têm dentes para se defender e patas para correr, as plantas têm esses compostos como sistema de defesa.

O objetivo da planta é se reproduzir, então, através desses compostos químicos que são liberados quando um animal, como a gente, por exemplo, mastiga a semente, a planta danifica seu predador. Só que muitas vezes esse dano não é percebido imediatamente.

Então, se quiser consumir mais fibras, coma verduras e frutas que são as melhores fontes de fibras, consumidas há milhares de anos e não só há alguns séculos como os grãos.

Porque os grãos tiveram lugar na alimentação dos ancestrais, mas não na forma que a gente come eles hoje: Presente em todas as refeições e feito em farinha.

Além disso, eles fermentavam e processavam os grãos por dias e dias, antes de consumir. Então se você quer comer grãos integrais, coma. Mas deixe de molho, fermente, por muitas e muitas horas e depois coma.

Número dois, doces “saudáveis”. Mas Laura essa sobremesa é fit! Tem açúcar mascavo!

Entenda de uma vez por todas que açúcar é açúcar seja cristal, refinado, mascavo ou demerara.

Não tem nenhuma função no corpo. Ele tem sim uma função, na verdade: causar inflamação e ser uma das principais causas de obesidade e doenças crônicas na história da humanidade.

Então, se você quer estar em forma, livre de doenças e ter uma saúde extraordinária, o açúcar tem que sair da sua vida HOJE.

Se você quer aprender mais sobre como se livrar do vício de açúcar, assista ao episódio 186, Como vencer o vício em açúcar, onde explico todos os detalhes.

Número três, alimentos sem glúten, Essa é uma das maiores mentiras da década. Que algo não tenha glúten não quer dizer que seja necessariamente saudável.

Álcool não tem glúten, isso quer dizer que ele é saudável? O açúcar não tem glúten, isso faz dele ser saudável?

Claro que não! Os produtos sem glúten geralmente contém grandes quantidades de outros carboidratos processados, como a maisena, farinha de milho, farinha de batata, farinha de mandioca.

Além disso, muitas vezes levam açúcar e outros conservantes que não só são extremamente calóricos, como também não fornecem nenhuma nutrição significativa.

Quer comer sem glúten? Coma todos os outros alimentos, que são comida de verdade, que a natureza nos dá e que são muitos!

Por exemplo, as verduras, carnes, ovos, peixes, frutas, frangos, frutos secos, todos esses alimentos que constituem uma alimentação Power e que vão te nutrir de verdade.

Número quatro, alimentos light O que significa que um alimento seja light?

Que um dos macronutrientes que nos fornece energia, ou carboidrato ou gordura, foi extraído. E isso o que quer dizer? Que vai ser necessário substituir esse “buraco” com alguma outra coisa.

Quando o que é extraído é a gordura, o alimento vai ter algum tipo de carboidrato refinado adicionado, geralmente algum açúcar que pode vir em diferentes formatos, além de conservantes químicos e espessantes que não ajudam em nada.

Quando o que é extraído é o açúcar uma geleia light, por exemplo, o que se adiciona também são todos esses conservantes químicos que já falei e adoçantes artificiais que são tóxicos Não adianta querer tapar o sol com a peneira e achar que são saudáveis.

Não, faz mal! Número cinco, azeites vegetais: desde que as gorduras animais foram substituídas pelos azeites de milho, girassol, soja e margarina, a epidemia de doenças crônicas decolou, chegando aos níveis descontrolados de hoje.

Existem cada vez mais estudos comprovando, como este feito na Finlândia, que o ácido linoleico presente nesses azeites e em gorduras poli-insaturadas são perigosos para a saúde, causando estresse oxidativo, inflamação e dano endotelial.

Não darei mais detalhes sobre isso porque já fiz um vídeo inteiro sobre gorduras, que você pode assistir no canal da PuraEco, o episódio 120, Coma gordura para emagrecer.

Se queremos ser saudáveis, temos que parar de comer produtos alimentícios e nos reconectar com a nossa natureza e com nosso senso-comum.

Ou melhor, com o bom senso, porque o senso-comum nem sempre está correto. E a melhor maneira de fazer isso é se reconectando com o alimento, com as pessoas que produziram esse alimento e começar a assumir o papel de protagonista e não somente de espectador da sua alimentação.

E preste atenção que esse último conselho vale para todas as áreas da sua vida, não só para alimentação e saúde.

Você pode começar a ser protagonista agora!

Deixe um comentário aqui no vídeo.

Compartilhe esse vídeo com mais três pessoas que sejam importantes para você e se junte a nós no movimento de fazer desse mundo um mundo mais feliz e saudável.

Nos vemos no próximo episódio da PuraEco TV!

Nos siga nas mídias sociais: Instagram.com/PuraEco
Nosso Podcast Semanal – Descomplicando: PodcastPuraEco
Nossa mentoria de alimentação para aumento de energia, emagrecimento e otimização da saúde Método ALI-MENTE

Quer ter MAIS ENERGIA?

Cadastre-se e receba nossas DICAS, DESAFIOS e OPORTUNIDADES para melhorar a performance
e estar em forma para o sucesso.

Curtiu? Então, compartilha! 👇

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Deixe um comentário